(61) 3424-2500 | (61) 9 9857-4025 (WhatsApp) reservas.agb@redebristol.com.br
Compartilhe!

Os ipês são tombados como patrimônio ecológico da capital federal

Dicas de passeio do Allia Gran Hotel Brasilia.

ipês-de-brasília

Você já viu uma cidade florescer diante de seus olhos?

Sabe o que é olhar pela janela do hotel ou do carro e enxergar cores, texturas e o desabrochar de uma beleza que todo mundo quer registrar?

Se você captou esse momento, seja bem-vindo! Você chegou, de fato, em Brasília, a capital dos ipês.

Os ipês de Brasília encantam não apenas as pessoas que estão de passagem, para quem o espetáculo da natureza pode parecer algo único. Os moradores da cidade também são impactados com a empatia das árvores, que pintam a capital de alegria.

Apesar do colorido e da beleza dos ipês de Brasília, o passo rápido de quem vive com pressa dificulta a conexão com a natureza.

E o dia 21 de setembro, Dia da Árvore, é uma data importante para conscientização, principalmente, de que as árvores são essenciais para nos integrar com a natureza.

Às vezes, falta sensibilidade para aceitar a dádiva que as árvores trazem para nossas vidas. Às vezes, falta mesmo é tempo para admirá-las e cuidá-las. Mas o que não pode escassear é o desejo de mudar essa realidade.

E para provar que você não pode perder as grandes oportunidades de se conectar com a natureza, vamos falar hoje sobre os ipês de Brasília.

As exóticas árvores do Cerrado que se adaptaram plenamente ao bioma da capital nacional e são consideradas patrimônio ecológico do Distrito Federal.

Hoje, Brasília já conta com mais de 700 mil ipês. Apenas no Plano Piloto são cerca 200 mil espécies. As plantas simbolizam o colorido da cidade em meio a modernidade dos projetos arquitetônicos de Oscar Niemeyer.

Ao lado de outras árvores, os ipês fazem parte da identidade urbana de Brasília despertando sempre o lado mais positivo das pessoas.

Uma cidade cheia de cores

Quando o cinza do inverno ameaça empalidecer a cidade é a época dos ipês em Brasília. Parece inacreditável? A resposta para isso é simples…

É a sabedoria da natureza. No mesmo período que o verde sai de cena, a cidade ganha novas cores.

Entre o inverno e o começo da primavera, os ipês de Brasília recompensam brasilienses e visitantes com uma paisagem inesquecível. E sabe o que é mais encantador? Cada cor de ipê representa uma espécie. Cada espécie tem um momento distinto para florescer.

Em junho e julho, a capital federal é recoberta pela beleza da floração dos ipês-roxos com a ajuda delicada dos ipês-rosa, que desabrocham em agosto.

Os mais exuberantes da espécie vêm em seguida, os ipês-amarelos de Brasília. Na sequência, chega o branco, porém com o período de floração mais curto. O ipê-branco pode florescer entre agosto e outubro e mede até 16 metros. Suas flores são mais raras. Depois que nascem ficam expostas pouco tempo, em média de oito a 10 dias.

Uma dica: você deve aproveitar a singularidade dessas árvores e registrar esse arco-íris que colore Brasília. É a certeza de levar um valioso cartão-postal para casa.

Flor símbolo do Brasil

Outro dado curioso que talvez você ainda não saiba. O ipê-amarelo é considerada a Flor Nacional. Coincidentemente, no dia 7 de setembro, os ipês em Brasília estão sempre florescendo com a espécie amarela.

E quando florescem os ipês-amarelos, você tem o sentimento de que uma poesia tomou formas e cor, acredite!

Quando as flores vão caindo, as ruas e alamedas de Brasília ganham um monumental tapete amarelo. Você é presenteado com mais essa riqueza da natureza, que vai te fazer se sentir mais leve, provocando um irresistível sorriso no rosto.

Patrimônio Ecológico

É tanta beleza que só podia ser patrimônio. Pois bem, guarde mais essa informação. Os ipês de Brasília são tombados como patrimônio ecológico do Distrito Federal.

Isso demonstra o respeito da cidade pela relevância dessas árvores. Como as espécies são tombadas, elas são protegidas da extração e também da exploração urbana.

O que isso quer dizer? Basicamente, os ipês de Brasília não podem ser derrubados. Também são proibidas intervenções como a fixação de placas em seus troncos.

A proteção não é à toa! Além da necessidade de cuidar de nossas árvores, o cultivo e plantio dos ipês de Brasília é complexo e envolve muitas etapas.

Cuidando das espécies

 O trabalho de cultivo das espécies é responsabilidade da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). As equipes colhem as sementes e as encaminham para um viveiro. Elas são preparadas e recebem cuidados para que possam resistir, no futuro, as condições da cidade.

Apenas quando as mudas atingem quatro metros de altura, elas são levadas para o transplante. O interessante é que o transplante é realizado somente em período de chuvas.

Mas o processo de cultivo das mudas não para graças ao tipo de conservação das sementes. Elas são conservadas em condições especiais, a 17 graus celsius. Essa técnica de armazenamento permite a Novacap entregar, todo ano, 15 mil novas mudas de ipês.

Por isso, Brasília abraçou seus ipês e reconheceu que eles fazem parte de sua identidade! Basta apenas você curtir todo esse espetáculo natural.

Bom, agora que você já sabe porque Brasília é a capital dos ipês, nós desejamos que quando retornar à nossa capital você consiga contemplar essa explosão de cores naturais.

A propósito quando voltar à capital federal pode contar com os nossos serviços. Somos especialistas em ofertar a melhor hospedagem com todo conforto, requinte e segurança, com alto padrão de qualidade.

Não importa se você vem a negócios ou a lazer, nossas tarifas serão sempre especiais para você.

Confira todos os detalhes abaixo. Estamos esperando por você!

Selo Reserva Direta Bristol Hotels

Reservas Allia Gran Hotel Brasília Suites (61) 3424-2525 | (61) 9 9857-4025 (Whats App)
bsb.reservas@alliahotels.com.br

bristolhotels.com.br | 0800 283 9988

 

UA-100979074-1